O dito da vez


Cquote1.svg

A explosiva descoberta
Ainda me atordoa.
Estou cego e vejo.
Arranco os olhos e vejo

Cquote2.svg
Carlos Drummond de Andrad

30 de abr de 2012

[Espanha] Mostra de Cultura Anarquista em Olot, 4 e 5 de maio de 2012


Comunicado:

A MCA de Olot é uma iniciativa cultural ideológica promovida pela CNT de Olot e a Biblioteca Social de Olot para aproximar a realidade histórica, atual e futura de um ideário e práticas anarquistas que acreditamos ser a mais alta expressão de democracia e liberdade.

Nela encontrará conversas, exposições, documentários, uma feira de livro e uma publicação digital que sairá a luz uns dias antes e que poderá consultar no site (link abaixo).

Estas são as ferramentas que consideramos úteis para expandir o conhecimento do ideário anarquista, pois é uma ferramenta - o anarquismo - que se utiliza cada dia mais de maneira instintiva frente à problemática social atual, pois de todas, é sabido como vem funcionando muitas das mobilizações atuais (tomada de decisões em assembleias, sem hierarquias, a partir da autogestão, a solidariedade, etc.).

Portanto, acreditamos que pode haver um certo interesse das pessoas que desconhecem a realidade desta ideologia e este é um motivo de primeira ordem para organizar a partir de nossas entidades os diferentes atos que se levarão a cabo.

Rechaçamos e combatemos através desta iniciativa qualquer clichê negativo que se apresenta sobre o anarquismo, como a anarquia ser a "desordem e o caos", e, portanto, tentaremos com os diferentes atos aproximarmos aos que a diferencia da maioria de nós que não são anarquistas, não o sabem ou querem aprofundar seu conhecimento.

Definitivamente esta Mostra de Cultura Anarquista de Olot aspira a que as pessoas, passeiem, escutem, falem a sua e levem algum livro ácrata, juntamente, claro, com uma boa impressão, do que para nós é mais uma oportunidade para construir uma sociedade mais livre e igualitária.

Mais informações, programação:


Aqui um vídeo que apresenta a MCA:

 
Aqui a revista digital da MCA:
http://issuu.com/vallgurnera/docs/arguments




agência de notícias anarquistas-ana



um gato no telhado
para os pardais novos
que alvoroço!
Rogério Martins

2 comentários:

saitica disse...

Ora ora ora
anarquista sem senhor
Hora hora hora
era era Hera
anarquista

DAS
www.saitica.blogspot.com

Karina Meireles disse...

^^)

Postar um comentário

dizeres

JUSTIÇA

JUSTIÇA

Agora uma fabulazinha

Me falaram sobre uma floresta distante onde uma história triste aconteceu no tempo em que os pássaros falavam, os urubus bichos altivos mas sem dotes para o canto resolveram mesmo contra a natureza que havia de se tornar grandes cantores.
Abriram escolas e importaram professores, aprenderam


mi

sol

si
Encomendaram diplomas e combinaram provas entre si para escolher quais deles passariam a mandar nos demais a partir daí criaram concursos, inventaram títulos pomposos, cada urubuzinho aprendiz sonhava um dia se tornar um ilustre urubu titular afim de ser chamado por vossa excelência.
Passaram-se décadas arte que a patética harmonia dos urubus maestros foi abalada com a invasão da floresta por canários tagarelas, que faziam coro com periquitos festivos e serenatas com sabiás. Os velhos urubus encrespados entortaram o bico e convocaram canários e periquitos para um rigoroso inquérito:
cade os documentos de seus concursos?
Indagaram, e os pobres passarinhos se olharam assustados... Nunca haviam freqüentado escola de canto pois o canto nascera com eles.
Seu canto era tão natural que nunca se preocuparam em provar que sabiam cantar naturalmente cantavam
Não, não, não assim não pode, cantar sem os documentos devidos é um desrespeito a ordem, bradaram os urubus.
E em um nisoro expulsaram da floresta os inofensivos passarinhos que ousavam cantar sem alvarás...

Moral da história: em terra de urubus diplomados não se ouve os cantos dos sabiás